22.6.14

Diário de Bordos - São Luís, Maranhão, Brasil, 21-06-2014

Eu sei que sou de direita, liberal sem prefixos ou sufixos e não tenho portanto o direito de me indignar com isto. Mas hoje vi uma senhora, velhota, de cócoras na saída do esgoto. Parecia uma versão triste do Happy Days. Só que ali ela não tinha audiência, ninguém ao lado, nem uma sombrinha. Estava meio nua, de cócoras, quase imóvel, à saída de um dos principais esgotos da cidade.

Era horrível de ver, aterrador. Até onde pode chegar a miséria?

Estava agachada, água pela cintura.  Não percebi se se lavava ou se fazia cocó.  Não percebi nada, na verdade. Há coisas que não se percebem. Uma senhora de cócoras à saída de um esgoto infecto é a uma delas.

(Só espero que os esquerdistas que lêem isto me perdoem a incursão pelas terras deles. Foi sem querer).

O Brasil é um país de contrastes. Todos o sabemos.

Quero que os contrastes se fodam.