29.1.15

Diário de Bordos - Cole Bay, St. Maarten, Antilhas Holandesas, 28-01-2015

Foram-se um computador, um telefone e um bocadinho de ego.

O telefone já voltou; ego faz pouca falta, tenho que chegue; falta-me o computador. Muito. Mas enfim, vou de novo confirmar que "muito" é relativo e que se pode viver com muito menos do que se pensa.

Ego e computador incluídos.

........
Procuro activamente uma stew. Se alguém souber de alguém que queira um trabalho em barcos à vela por favor transmita.

O salário não é grande coisa, mas a vida podia ser pior.

........
O que me assusta na expressão "trabalho estável" é o adjectivo.

O substantivo (e verbo) é um amor de palavra.

Mesmo que se refira a manutenção de embarcações de recreio.

........
Nasci com dois braços esquerdos. Não tenho jeito para trabalhos manuais. Nem apertar parafusos sei.

Mudar de preconceitos é bom. Vê-los progressivamente trucidados pela realidade ainda melhor.