15.1.15

Diário de Bordos - Marigot, St. Martin, Antilhas Francesas, 14-01-2015 - Cont.

Uma das minhas avós ensinou-me, aos dezoito anos, que não se deve confundir amor, casamento e sexo. Eu era demasiado novo para perceber a lição, claro.

A mesma avó dizia-me que a única maneira de resolver problemas era dormir com eles. Também levei algum tempo a perceber.

A única - ou pelo menos a mais eficaz - maneira de resolver problemas é fodê-los. E quanto mais os problemas sabem, ou gostam de foder (é quase a mesma coisa) melhor é.

Na verdade, sei agora, talvez seja mesmo a melhor maneira de seleccionar problemas: os que não merecem ser fodidos não devem sequer ser considerados.