10.1.15

Os bons, os maus e os inteligentes

É-me dolorosamente incompreensível que toda a intelligentsia bem pensante esteja neste momento tão preocupada em fazer a destrinça entre muçulmanos bons e muçulmanos maus.

A verdade é que até agora os "bons" nunca se manifestaram claramente contra estes actos de barbárie - o que de resto a meu ver ajuda a explicá-los -.

A mesma intelligentsia que defende a Palestina e acha os Israelitas uns selvagens.