4.4.15

Deita-te e dorme

Deita-te e dorme. Não deixes que as gaivotas te venham roubar as palavras como os olhos quando cais ao mar, à saída da boca ou da alma ou seja de onde for que elas vêm, as palavras.

Predadoras e barulhentas são as gaivotas. Não as deixes aproximar-se de ti, protege delas a noite e o silêncio. Deita-te e dorme.