23.5.15

Humildade

São raras as ocasiões nas quais sou contra a lei do mercado - isto é, a ideia singela de que os fornecedores devem adaptar-se aos clientes e não o contrário, coisa que para um socialista parece ser dramático, dilúvico -.

Uma dessas ocasiões é quando estou num bar bonito e bem situado, com bons (ou pelo menos passáveis) Mojitos - nem sempre me aventuro pela Margarita, acho indecente (e arriscado) chumbar um lugar com exigências galácticas logo de início - e a música é péssima. Devia ser obrigatório os bares que eu frequento terem boa música.

Digo isto, claro, com toda a humildade.