8.6.15

Bartók e os rosários

A tempestade não vem. É por isso que não gosto de rizar antes de elas chegarem: às vezes falham, mandam-nos passear. "Não és homem para mim".

Bartók fala disso, claro. Fala de tudo (e o que ele não disse deixou para o Taylor, mas são contas de outro rosário).