11.6.15

Amor, tempo

Tira o amor do armário do tempo. Despe-o de passados, livra-o de futuros. Deixa-o correr pelos dias como azeite na tempestade.

(Uma pequena nota: antigamente os marinheiros deitavam azeite no mar durante as tempestades para acalmar as vagas).

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.