3.6.15

Diário de Bordos - Isla San Andrés, Colômbia, 03-06-2015

O boomerang deu a volta e começa a ganhar embalagem. Tenho datas: dia onze ao fim do dia chegam as peças para o leme. Dia doze largo. Dia quatorze chego a Bocas. Dia dezassete chego a Panamá. Dia dezanove, se a TAP não estiver em greve, apanho um avião para Lisboa.

Seria bom que tudo se passasse assim. É preciso ter-se um plano para se poder não o seguir. E é preciso ser-se incuravelmente optimista para acreditar que vale a pena fazer planos, respeitáveis ou não.

........
Começo nos meus dias com tinto. Em itálico: é café.

........
Uma pequena luz ao fundo do túnel, pequena que seja, e os dias têm outra cor.