26.7.15

Diário de Bordos - Alvaiázere, Portugal, 26-07-2015

Todos os dias usufruo da beleza do Aldear e todos os dias admiro o bom gosto de quem o construiu e decorou. Todos os dias penso na sorte e me esqueço do azar. É uma sorte, não é?

E depois penso na gratidão, irmã siamesa da sorte.

........
Hoje o passeio de bicicleta devia ter sido curto, mas descobri que sou incapaz de deixar uma subida a meio.

........
A carne guizada do jantar estava tragicamente boa: é daquelas que nunca conseguirei repetir.

Tão boa que decidi ir comer para o jardim. Há anos que quero ir à Escócia e uma mesa bonita num quadro ainda mais bonito fazem-me perguntar porquê.

Respondo com a guitarra mágica do Vasco Abranches, que tem resposta para tudo:



........
Enfim, qualquer dia estou no mar. É o grande apagador de dúvidas.