21.7.15

Para seu governo

Não percebo esta polémica com a senhora grega que tirou o carcanhol do banco enquanto podia. Primeiro, porque é assumir que por se ser de esquerda se é santo, ou tolo. Nem uma coisa nem outra. Segundo, porque aposto que quem a critica faria a mesma coisa se a) tivesse duzentos mil euros de lado e b) a mãe ministra.

Estar no Governo e não saber governar-se (a si e aos seus) suscita dúvidas.