20.8.15

Azar

É forçoso reconhecê-lo: os automobilistas são na sua esmagadora maioria pessoas civilizadas, corteses, educadas. Cedem gentilmente passagem aos peões, não usam a buzina se não com fins altruístas, nunca estacionam nos passeios nem nas passagens dedicadas a quem anda a pé, deixam passar os autocarros e outros meios de transporte em comum.

Eu é que tenho azar e só apanho imbecis malcriados e agressivos.

(Esmagadora, literalmente: hoje o senhor automobilista sentiu-se na obrigação de me dizer: "a próxima vez passo-te por cima"; ao que eu não respondi "se faz favor" porque a) não é verdade e b) ele já estava demasiado longe).