4.8.15

Diário de Bordos - Inverness, Escócia, Reino Unido, 04-08-2015

Acabámos por encontrar um carro, um Fiat 500, e lá fomos os três turistar. Demos uma volta ao Loch Ness (para além de mim não havia monstro nenhum), parámos em Fort Augustus onde o Caledonian Canal sai do lago e regressámos por uma pequena estrada de montanha. Não vale a pena tecer grandes encómios à beleza do lugar. Seria como chover no molhado: toda a gente sabe que a Escócia é linda. Apetece ajoelhar perante esta força toda, esta beleza austera, quase ríspida, pronta a castigar quem sai da linha.

Já a ideia de que estava a confirmar um preconceito me deixou um bocadinho mais instabilizado. Continuo a preferir infirmá-los. Confirmar o que já se sabe ou espera é menos agradável do que descobrir que estava enganado e devo trocar uma ideia feita por outra, que penso estar mais perto da verdade.

É como acreditar que se estiver no quinto andar estou mais perto do sol, não é? É. Mas apesar disso prefiro substituir preconceitos a confirmá-los, por muito difícil que possa parecer fazer-me mudar de opinião.

Na verdade é: alguns prazeres de vem ser abordados com circunspecção.

........
Largo hoje à tarde com a maré. As previsões não são muito boas, mas creio que vamos conseguir passar. O tempo tem estado uma espécie de bebinka meteorológica: calor, frio, calor, frio, sol, chuva, sol, chuva. Calor sendo vinte graus e frio onze ou doze. Já o sol e a chuva são menos distinguíveis, com a soberba excepção da tarde de ontem, ensolarada na sua grande maior parte.

Uma depressão que não sai de onde está, frentes oclusas e outra depressão, mais pequena, a sul da primeira. E ainda há quem diga mal de Portugal.

........
Para lutar contra o capitalismo as religiões e as ideologias de esquerda - que no fundo são a mesma coisa - revelaram-se ineficazes. A maioria das pessoas sabe que o capitalismo é bom - ou pelo menos o melhor - e não o troca por nada, a não ser à força e mesmo assim temporariamente.

É por isso que os idiotas agora se voltam para a ecologia, o ambientalismo e essas novas religiões. Idiotas talvez não seja justo: afinal conseguem, como os católicos, comunistas et al., conciliar os seus sonhos de um mundo "melhor" e "diferente" com a ideologia que lhes permite concretizar esses sonhos e mudar o mundo: o capitalismo.

........
O L. é um Bénéteau 37. Que prazer estar num barco "normal", depois destes anos a navegar em naufrágios flutuantes. E o que vou buscar a Shelter Bay para St. Martin é um X 50. A maré mudou, não há dúvida.

Inspira-se na minha forma de trocar de preconceitos, é tudo.