15.8.15

Noite, verdade

A noite é um ventre.

(De um poema de José Anjos:
"a partir de certa hora
café escuro
noite clara
noite fora"

E de Alice Pinto Coelho:
"– ...A noite é uma lente: aumenta o bonito e o feio")