30.8.15

Voltas, Évora

Évora é uma cidade circular. Literal, não metaforicamente. Gosto de cidades circulares, de saber que para ir de onde estou para onde quero ir ou vou no sentido dos ponteiros do relógio ou no sentido contrário (sentido directo, para quem se interesse por estas coisas. Aquele chama-se sentido retrógrado, um bocadinho contraditoriamente).

Claro que se pode também cortar a direito, traçar uma diagonal, mas dada a configuração das ruas essa opção é quase sempre mais demorada do que ir à volta.

A qual volta tem uma vantagem adicional: se se a completar regressa-se a onde se estava a última vez que aqui se esteve.