23.11.15

Diário de Bordos - Errol Flynn Marina, Port Antonio, Jamaica, 23-11-2015

A razão que tinha para ir a Lisboa antes de Atenas deixou de ser. O mais provável é ir de St. Maarten para a Grécia com uma escala em Amsterdam. Não sei. Ainda não saí de Porto Antonio.

Saio amanhã. Cada vez suporto pior esta palavra, amanhã. E noutras circunstâncias gosto tanto dela. Amanhã. A palavra não é particularmente bonita, mas o que representa é. Excepto quando se declina como consequência de adiar algo que já devia ter acontecido.

Amanhã largo. Talvez tenha de aportar na República Dominicana, porque a comida aqui é péssima e cara. Espero que não.

Se me apanho em St. Maarten não acredito.

Amanhã.

........
Matthew ainda não se decidiu. Está à espera de um mail da Alfândega a garantir-lhe que não vende o barco.

Quanto a mim bem podia esperar que a Marilyn Monroe ressuscitasse um dia na cama ao lado dele, vestida com Channel 5.

Teria mais sorte.

.........
As previsões continuam boas. A ver se se confirmam. Espero que sim. Estou com tanta vontade de me ir embora que só não sairia se me aparecesse um ciclone.

Porém não posso dizer que não gostei da Jamaica. Gostei. Mas enquanto me lembrar de tudo o que por aqui passei não terei muita vontade de voltar.

.........
Vou largar sem conhecer a decisão da Alfândega sobre a multa. Acho que me devia juntar ao Matthew na sua espera pela Marilyn, caso ele adira à minha sugestão. Se não aderir, lamento. Será para mim só.