20.11.15

Vim deitar-me  no cockpit como se estivesse no camarote. Os pontões não têm luz e tenho uma toalha para me cobrir se for preciso.

Daqui a pouco vem I Cover the Waterfront, o melhor slow de todos os tempos. Amanhã vou a Kingston. Talvez. Não tenho a certeza. Ter sono é tão bom como dormir: o que aí vem vale o que aí está.

Começou o Waterfront. Esta música faz-me pensar no Barco Negro  cantado pela Amália. É a minha música favorita dela.

Acontece-me muitas vezes adormecer cá fora.