6.7.16

Almoço improvisado - Lombo de porco no forno

As razões pelas quais o porco assado no forno que ontem improvisei ficou bom são várias.

Em primeiro lugar a sorte, claro. Sem sorte não há improvisação que sobreviva. Depois ter usado banha de porco em vez dos habituais azeite ou óleo vegetal. E depois a sorte outra vez, claro. Mas uma sorte diferente: estava à espera de uma forte queda de telhas (para francófonos e leitores do Acaso e da Necessidade) e esses dias trazem-me normalmente sorte na cozinha. Ou azar, depende. Mas nunca uma ausência de um ou outro.

Comecei por espetar dois ou três dentes de alho no lombo de porco e barrá-lo com massa de pimentão. Durante esse tempo preparei os legumes: aipo, beringela e tomate.

Fritei o lombo em banha e lume forte e pu-lo numa travessa de ir ao forno. Fui fritando os legumes separadaente e a cada um fazia um déglacé que deitei na dita travessa. (Separadamente fritei também um chouriço cortado às rodelas e acrescentei essa gordura e as rodelas de chouriço ao lombo).

Depois pus no forno. Voltei a meio. Numa panela juntei os legumes - aipo, repito, beringela e tomate, tudo frito de per si - deixei cozer um bocadinho e ooops.

Condimentos: paprika, curcuma, pimenta e cominhos.

Pronto. Sorte.