29.1.17

Turista

Sou um péssimo turista (ia dizer "sou um turista alternativo", mas a palavra anda com tantos sentidos por estes dias que é melhor evitá-la. Sou pela Kellyanne, no que respeita a esta palavra, para futuras referências. Mas só no que respeita a "alternativo"). Gosto mais das pessoas do que de paredes. Prefiro atmosferas (no sentido de ambientes).

Prefiro sentar-me num café e deixar a cidade desfilar à minha frente a visitar museus, centros culturais e torres Eiffel.

E dormir sestas. A sesta numa cidade na qual somos estrangeiros é diferente das outras, mais inquietante. "Onde estou?" pergunta-se frequentemente o dormidor durante o sono post-prandial.

"Onde estou?", pergunta-se uma vez acordado. "Onde estou?", pergunta-se uma vez nas ruas.

"Para onde vou?"