27.5.17

Diário de Bordos - Cartagena, Múrcia, Espanha, 27-05-2017

O Lagoon pode ser uma merda de um bote mas que anda bem ninguém lhe tira. Oito nove nós no fundo com quinze reais, agora quase dez com quase vinte, à bolina cerrada (ou aquilo que num cata passa por isso), mar ainda não formado mas já não para senhoras... Chapéu!

Estava combinado que em chegando o fim do dia o vento caía e rondava a Norte. (E o badanal só entraria lá para as duas da manhã). Do rondar a Norte tenho os primeiros sinais - há cada vez mais vagas e carneirinhos cruzados-. Já do cair tá quieto. Mas a verdade é que o Passage Weather tem andado um bocadinho adiantado. Pode ser que isto tudo aconteça para mais tarde.

.........
Aconteceu tudo como previsto. É tão bom. Até ajuda um gajo a esquecer-se de que anda a parar a cada árvore, como um cachorro com problemas de próstata ou de território. E que as baterias estão verosimilmente fodidas. E que o C.R., por quem já estou a desenvolver não diria um amor mas pelo menos um afecto sério está com problemas estruturais valentes.

Qué vaya: cheguei a Cartagena um bocadinho antes do que pensava porque isto à vela anda que se desenha, o vento portou-se bem e agora estou outra vez em Cartagena, que é mil vezes melhor do que Aguadulce.

E mil vezes pior do que estar no mar a caminho de Atenas.

........
É muito difícil explicar a pessoas adoráveis que por vezes se quer estar sozinho, não é? E que quanto mais o tempo passa mais são essas vezes. Felizmente algumas dessas pessoas entendem - e provavelmente partilham - este sentimento.

.........
Acho que é desta que mudo de vida.