28.5.17

Diário de Bordos - Cartagena, Múrcia, Espanha, 28-05-2017

A questão agora é saber se conseguimos largar antes ou depois das seis. Eu aposto pelo antes; mas tenho dois adversários de peso: a Aemet e o Passageweather. A ver, como dizia o ceguinho.

Em attendant acabei num tugúrio, tal e qual o que queria. Velhos bêbedos, jovens (poucos) a caminho se serem ambos, televisão no futebol, tortilla de papas soberba, licor de hierbas idem, lugar feio para lá do descritivel. Gritos dos bêbedos a comentar as jogadas, não há uma única mulher - o lugar é demasiado deprimente -.

Seria, se eu estivesse em modo déprime. Não estou. Estou em modo humanidade.

........
A história da relação dos espanhóis com o Wifi é triste. Parece uma daquelas relações "odeio-te mas tenho de viver contigo porque se não os meus pais matam-me" (sendo os pais a modernidade).

........
Tentou seduzi-la abusando dos parênteses (não funcionou).

........
O segredo de uma tortilla de papas está na cozedura das batatas. Não devem ser cozidas nem fritas, mas sim confitadas.

Pensem nisso.

........
O equivalente espanhol - aparentemente - do CM chama-se La Verdad. Não li mais do que dois títulos: hoje lavei roupa, não a quero sujar toda outra vez.

........
Há uma diferença entre o calor que pára à superfície da pele e o que nos aquece até aos ossos.

Por razões demasiado complexas gosto dos dois.

........
Ninguém se devia embebedar sem ser em ambientes sórdidos. Uma grossura selecta não é nem grossura nem selecta.

........
Amar sem ser correspondido é provavelmente a forma mais bonita de amar - pelo menos se bonita e verdadeira forem sinónimos -.