3.7.17

Cepo

Dizes "Escreve" e eu digo "Escrevo-te" e para mim são a mesma coisa. Digo-te "Ama-me" e tu amas-me sem o dizer e para mim são a mesma coisa: uma linha que começa no amor e acaba no silêncio nunca sai nem de um nem de outro.

Estamos nessa linha, os dois; em equilíbrio instável: todos os dias, todos os minutos pomos o que nos une no cepo.

Que se lixe o cepo: não tem espaço para os minutos todos que nos vai ter.