20.10.17

Diário de Bordos - Sul de Ibiza, rumo a Palma, 20-10-2017

Estamos finalmente a andar. Entrou vento, 15 - 20 nós pelo través. O TTG avança aos solavancos, saltos, esticões neste mar curto do Mediterrâneo. As pessoas que compram catas porque acham que são mais confortáveis só os vêem no porto.

Rizámos e perdemos pouco em velocidade; não valia a pena esperar mais. Se o vento não caísse passaríamos Ibiza ao meio-dia e as dez da noite estaríamos em Palma. Infelizmente vai cair de certeza.

É aproveitar enquanto há, solavancos ou não: é a primeira vez que não oiço a merda dos motores desde que saímos de Cascais.

........
Por falar em Cascais: acharam a Marina detestável. Pessoal antipático, material degradado e sem manutenção. Curioso como certas coisas não mudam, apesar de o mundo ser composto de mudança.

.......
Ando outra vez transformado em farmácia ambulante por causa do cotovelo. Quem me cortasse o braço direito e o deitasse ao rio não sabe o favor que me fazia.

........
Esta noite vi a maior estrela cadente de toda a minha vida. Ao princípio pensei que fosse um avião com as luzes de aterragem acesas; depois um satélite que se tivesse enganado de órbita.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.