14.12.17

Curvas

Nas curvas da noite de uma noite em linha recta bebo vinho, penso no vinho que beberia se estivesses aqui e seria outro o vinho, serias o vinho tu e eu o copo ou tu o copo e eu o vinho ou ambos um e outro e a noite deixa de ser em linha recta e passa a ser as curvas do meu copo e as do teu corpo.

Benditas curvas, as do copo e as do corpo.