26.2.18

Memorandum

"Os seres que falam sabem que possuem, em certos momentos, beleza ou força ou graça divina, mas que lhes faltará sempre qualquer coisa: a profundidade inextinguível como o "riso inextinguível" dos Olímpicos quando vêem Hefesto coxear pela sala do seu banquete, a capacidade de "viver facilmente", que pertence apenas às figuras que sabem que viverão para sempre".

Calasso, As Núpcias...