6.2.18

Um cerveja com Maldoror

Se um dia - Dieu m'en garde - devesse escolher entre Rimbaud e Lautréamont escolheria este último, sem hesitação.

Um falhou a sua vida por delicadeza; o outro nunca teve uma por selvajaria. Rimbaud deixou a beleza para andar atrás da vida; Ducasse fugiu da vida e descreveu-lhe o horror, isto é: a beleza.