25.3.18

Diário de Bordos - Port d'Andratx, Mallorca, Baleares, Espanha, 25-03-2018 / II

O domingo escoou-se, finalmente. A chuva e o vento também. Ficaram o frio e esta impaciente vontade de ver este barco pronto. Há dias o H. disse-me que tinha deixado de fazer refits. Demasiada confusão, ou coisa que o valha. Eu continuo a gostar, mas é verdade que por vezes estas crises de desalento são um horror. É como se um gajo estivesse a cavar um túnel e a pôr a terra no mesmo tunel:  cavar cava, mas avançar mais valia estar quieto.

Hoje decidi não desarvorar na terça-feira. Tenho medo de não ter tudo pronto a tempo e não quero pagar uma grua para ficar a olhar para ela.

..........
Os postais estão escritos e endereçados. É reconfortante saber que ninguém os conseguirá ler.

........
Já comecei a pagar o inverno. Cada vez que penso que o SNS levou cinco meses a marcar-me as consultas e que tive de me vir embora sem elas tenho vontade de trabalhar só para poder ir a médicos privados. É pouco como ambição, claro. Ser realista é um bocadinho deprimente.

Pata que os pôs mai-lo SNS.