13.3.18

Pontos finais e vírgulas, como se

Subitamente: tudo se organizou em torno de uma paisagem rastejante. Como se. O mundo fosse um teatro e o palco de repente começasse a ondular. Como se os espectadores - na realidade são habitantes - tivessem tomado múltiplas doses de uma droga semelhante ao LSD.

O mundo - isto é, o espectáculo -organiza-se, cerra fileiras em defesa do statu quo ante.

.........
Acorre-se e vê-se que não é nada disso. O palco não rasteja, não ondula, não faz pensar numa cobra venenosa, língua de fora, silvante. É um lugar calmo, pacífico, de onde ao longe se vê um par de seios e ao perto se lhes pode tocar como se aqui estivessem.

O mundo é paradoxal para lá do xal: atente-se nas - por exemplo - vírgulas. Atente nestas palavras, tão sós mas nada ondulantes.

........
Os seios bem feitos têm a forma de virgulas. Os outros de ponto final.

(Por exemplo: a uma frase entre duas vírgulas chama-se a palma da mão).