19.5.18

À espera do churrasco

À partida os planos eram simples: voltar para casa, tomar um duche, engrossar-me rapidamente e ir para a cama. Tudo correu mal desde o princípio: cheguei como previsto a Paguera, fui ao "escritório" beber uma cerveja (até aqui tudo bem) e ao supermercado Casa Pepe, cujo dono - Pepe, por coincidência, mas não o "meu" Pepe - é um chato mas tem uma carne esplêndida, salva seja, claro, a decência. A minha obrigação era comprar carne e vinho, mas um homem que tem carne tão boa tem de certeza um bom pâté au poivre e um bom queijo de Menorca. Em casa havia pão, manteiga e um fouet por acabar, bem como uma garrafa de vinho tinto meia aberta (falta uma vírgula).

Adivinhem o que aconteceu?


Assim é impossível um gajo engrossar-se, seja depressa seja devagar.