5.5.18

Diário de Bordos - Puerto de Andratx, Mallorca, Baleares, Espanha, 05-05-2018

Deve ser a Primavera: o computador alugado actualiza-se pela quinquagésima terceira vez; o telefone precedeu-o algumas duzentas. Na Primavera actualize-se e goze o seu Verão em paz.

........
Quem merece paz sou eu. A porcaria do Cotovelo de Tenista reapareceu furiosamente. Tem estado a ameaçar e hoje irrompeu pelo court como um touro louco pela arena. Bolas, não jogo ténis há cinquenta anos, salvo duas ou três esporádicas e irrelevantes excepções. É como se um castrado apanhasse uma gonorreia.

........
Hoje enviei para Lisboa a mochila que caiu à água comigo. O polaco que me ajudou a sair puxou por ela com tanta força que rebentou uma alça. Está a transformar-se numa tradição: com a anterior desmaiei na bicicleta e cai, dois ou três dias depois de a ter comprado. Ficou com dois buracos pequeninos.

Esta vai ficar com sal até ao fim dos dias. Pena porque é bastante boa. É feita por uma portuguesa, anti-roubo e anti-fogo e anti-tudo. Sugeri à senhora que as fizesse anti-mergulhos involuntários.

Mar não faz parte de tudo. É um planeta diferente.

........
A dor de cabeça é tremenda. Combato-a com Mojitos sem açúcar. Tenho a impressão de que não faço nada senão limpar fundos. Terça encalho. A impressão desaparecerá, mas é provável que dor de cabeça se intensifique.

Veremos então se os Mojitos são um bom analgésico.