16.6.18

Diário de Bordos - Palma, Mallorca, Baleares, Espanha, 16-06-2018

Fui ao Forn Fondo comprar chocolates. Uma trufa e dois bombons, mais pequenos. A ideia era sentar-me e beber um café acompanhado pelos chocolates. Andei cinquenta metros e tive de voltar atrás para comprar mais: duas trufas e um bombom.

O Zomarist que se desenrasque; o problema é dele, não meu.

........
Com os livros foi diferente. Pergunto-me se se pode resistir a um título como "Biografia do Silêncio". Não se pode nem muito menos deve. Ao lado estava um Steiner e acho que é tempo de ler o homem.

Uma pequena livraria desta cidade é pior do que uma grande em Lisboa. Pelo menos para um teso.

........
O livro é um ensaio sobre a meditação, escrito por um padre. O homem escreve magnificamente e é convincente: tenho vontade de me sentar a meditar. Espero que passe depressa.

........
D. e B. estão em Palma. Foi aqui que os conheci, há cinco ou seis anos. Ela é bastante mais velha do que ele e isso agora vê-se flagrantemente. Mas enfim, continuam juntos e parecem felizes, o que é mais do que eu posso dizer.

De certa forma invejo-o, mas é um tema sobre o qual não quero perorar demasiado. Está cá, é tudo.

........
Como é aquele aforismo "Deus te guarde de obteres o que pedes"?

(Aqui entre nós: bem podia dar-me mais e compensar-me menos por tudo o que me sonega).

........
Portugal esta tão longe e tão perto... Cada vez mais cada um dos dois: aproxima-se e afasta-se em igual medida. Parece uma ilusão óptica em duas metades. Só não sei qual delas é ilusão e qual a verdadeira.

........
Hoje passei à frente do quarto onde há uns anos fiquei uma semana com uma mulher horrível.

A bem dizer não sei o que era pior: se ela se o meu engano a respeito dela. Se tivesse de escolher só um escolheria este último: não merece sequer o título de engano. Foi um engano medíocre, merdoso.

Bastar-me-ia ter a certeza de que não foi medíocre ao ponto de eu não ter aprendido nada para ficar mais aliviado.

.........
Penso muitas vezes na minha generosidade: há um sistema de vasos comunicantes entre a generosidade e a estupidez e em mim o circuito deve ter ficado bloqueado num dos lados.

Infelizmente o errado, claro.