23.9.18

Estátua

Uma estátua de sal num jardim, frente ao mar, de costas para a montanha. Se falasse diria "Amo-te" e logo uma chuvada imensa cairia, dissolvê-la-ia e arrastá-la-ia vale abaixo.

É por isso que a estátua fica muda no seu canto, a olhar o mar de costas para a montanha: não se quer dissolver numa chuva impossível.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.