26.10.18

Não-vontades, não

Se fosse só falta de vontade seria tão bom... Mas não é. É falta de vontades, no plural. Não-vontades. Escolher o que não se quer fazer menos; ou seja, o que menos se quer não-fazer.

Hoje não-comprei as colunas, por exemplo. Não-saí depois de jantar (uma espécie de guisado de frango que não-ficou mau, por acaso mais do que por ciência). Não-li, não-escrevi. Agora vou não-dormir, amanhã trabalho-sim. Antes isso.

Talvez não-falar, simplesmente. Paralisado num bloco de silêncio, imóvel num pedaço de quartzo daquele usado nos relógios, rodeado de nãos-tracinho como focas refasteladas ao sol, não.

Não.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.