25.3.19

Cadeiras, solidão

Poder-se-ia talvez pensar que andar sozinho tem uma vantagem: um gajo senta-se à mesa e em menos de cinco minutos é abordado por metade do restaurante: "posso levar esta cadeira, por favor?" (A maioria das pessoas é polida). Enquanto há cadeiras livres ninguém está sozinho. Depois sim, ainda mais: pedem-nos cadeiras para irem para outras mesas, claro. E um gajo fica sem a possibilidade de oferecer um lugar à Jacqueline Bisset.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.