15.6.19

Da série "a inutilidade da maravilha só é comparável à maravilha da inutilidade"

"Pontífice (...) era un cargo herdado dos etruscos e referia-se a um sacerdote que tinha a seu cargo toda a parafernália e os rituais necessários para que se pudesse construir pontes de forma segura, porque os etruscos consideravam os rios sagrados e construir pontes era um processo carregado de simbolismos."

In Segredos del Mediterráneo, de Lluís Ferrés Gurt, ed. Juventud.

A tradução é minha; espero que o maravilhamento seja de todos.

Nb: não sei se há conhecimentos inúteis. Sei que alguns são deslumbrantes e este é um deles. Os Papas da religião católica foram buscar o seu qualificativo aos construtores de pontes. Isto não chega para refazer de mim católico,  mas que me faz gostar um bocadinho mais da crença faz.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.