19.6.19

Diário de Bordos - Palma, Mallorca, Baleares, Espanha, 19-06-2019

Exemplo  nº um milhão, trezentos e cinquenta e quatro mil, oitocentos e noventa e seis de uma das razões pelas quais adoro esta vida e estou ao mesmo tempo farto dela (ou seja: isto não é uma vida, é um vício): a primeira parte do problema - arranjar massa - está resolvida. A ante-primeira - arranjar um lugar noutra marina, o que em Junho em Mallorca é mais difícil do que fazer entrar um elefante no Elefante Branco - já estava resolvida. Havia lugar em duas marinas, com prazos e preços diferentes. Mas enfim, pelo menos tinha onde aproar. Hoje fui confirmar numa das marinas - a minha preferida, por ser mais barata e ter prazos de estadia mais alargados - e aquilo que estava reservado para amanhã passou para domingo; o que estava agendado para terça-feira passou para dia um de Julho. A outra marina tem uma vantagem: é mais perto de Puerto d'Andratx - e duas desvantagens: custa o dobro e só lá posso ficar pouco tempo. Ou seja, vou ter de passar três ou quatro dias (nada garante que a coisa não volte a mudar, no outro sentido) em Santa Ponsa antes de vir para Calanova. Mais quatro dias e um balúrdio (enfim, não é um balúrdio, é só muito dinheiro inutilmente gasto). Poder-se-ia pensar que isto só acontece nas Baleares, mas não é verdade. Acontece em todo o lado, em todas as marinas. Aposto que a astronáutica tem menos factores incontroláveis do que a velhinha navegação marítima.

........
Entretanto, a luta com o clube continua, agora com outros temas. Tolero tudo menos a cobardia (a estupidez não é uma questão de tolerância. É que ela dá-se mal comigo).

........
Quem me visse agora pensaria que acabei de fazer um parto. Por miserável azar, visualmente não se nota.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.