21.6.19

Diário de Bordos - Palma, Mallorca, Baleares, Espanha, 21-06-2019

Diário de bordo, versão simplificada:

Engine hours departure - 720
ATD CVPA 210619/0958
ATA Sta Ponça 210619/1152

.........
- Fica tudo dito, não fica?
- Quase tudo, domingo há mais.

........
Resolvi começar a beber menos álcool. Não que bebesse excessivamente, mas bebia muito. Hoje, por exemplo, enquanto a Vermuteria Vi.xet (pronuncia-se vichet) não abria fui à Can Joan de s'Aigó e bebi uma água com gás e um chá verde.

A água ainda vá que não vá, só as peço com gás para disfarçar o preço absurdo da água engarrafada. Mas o chá, senhores. O chá... De pacote, feito com água a ferver, sem qualquer controlo do tempo de infusão. Se os estabelecimentos de restauração começassem a fazer chá como deve ser a luta contra o consumo excessivo de álcool seria muito mais fácil. Entre um chá de merda e um bom copo de vinho (neste caso, de vermute) não há hesitação possível.

Que saudades tenho da minha parafernália para o chá: termómetro, ampulheta, bule como deve ser, chá fantástico de uma loja na Casa da Guia - infelizmente desaparecida, entretanto... Aqui ainda não lhe encontrei equivalente, se bem tenha a certeza de que o há.

.......
Um casal de jovens turistas chega de bicicleta à Can Joan de s'Aigó, ao mesmo tempo do que eu. Vem de guia (telefónico) na mão. Penso que demorei um ano e tal a descobrir a Vi.xet e essa pastelaria, ponto de encontro da burguesia palmense desde, diz um lindo painel de azulejos, 1700 (ficam na mesma rua). Descobri-os porque um dia tive o impulso de fazer um trajecto que faço frequentemente indo por ruas diferentes das habitais.

Compreendo porque detesto guias, nunca os uso, ou muito raramente; nem a porcaria dos sites como o Tripadvisor me fazem mudar. As cidades devem descobrir-se devagarinho, devemos deixá-las vir ter connosco e não correr freneticamente atrás delas.

(Refiro-me às cidades. Não são únicas, eu sei.)

.........
Programa para sexta-feira à noite: hibernar e ouvir Voyage Magnifique de Maria João Pires ao mesmo tempo. (Ou a Hélène Grimaud. Ou a Marta Argerich... Depois estarei a dormir, com a santa autorização do P.)

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.