7.11.13

O essencial

No romance que estou agora a ler - uma xaropada escrita por um sérvio que nunca ninguém, para além da mãe e do tradutor leu (e morreu na guerra, ainda por cima) - encontro a seguinte frase: "ele tinha muitas mulheres, mas faltava-lhe o essencial: uma mulher".

A personagem principal é um empregado dos caminhos de ferro, de trinta e tal anos. Passa o tempo do livro a tentar encontrar uma mulher e vai colmatando a tal falta com uma frenética actividade sexual. Não sei como vai aquilo acabar, mas algo me diz que vai acabar mal: casado e com filhos.