2.5.14

Porque te quero, Lisboa

(Reedição e actualização)

Há doses maciças de serotonina nos seguintes locais, ou acções:
  • Bar O Pirata, nos Restauradores;
  • Bar Procópio, nas Amoreiras;
  • Beber um Gambrinus no Gambrinus (e comer uma empada de perdiz);
  • Biblioteca da Academia das Ciências, na rua homónima;
  • British Bar, no Cais do Sodré;
  • Claustro da Sé;
  • Claustro do Mosteiro dos Jerónimos;
  • Comprar flores na O Nome da Rosa, no Princípe Real;
  • Descer a rua do Alecrim, de manhã, ou subi-la, à noite;
  • Descer a Rua do Jasmim de manhã cedo, quando a Ponte parece estar a ligar os dois lados da rua e os automóveis são pontos de luz cor-de-laranja, brinquedos de um jovem e enérgico deus;
  • Discoteca Trem Azul, na Rua do Alecrim;
  • Eléctrico 28;
  • Elevador da Bica;
  • Escadinhas do Duque;
  • Esplanadas à beira-rio entre Santos e o Cais do Sodré;
  • Ginginha Sem Rival, na rua das Portas de Santo Antão;
  • Hot Club, na Praça da Alegria;
  • Instituto do Vinho do Porto, na rua S. Pedro de Alcântara;
  • Jardins da Fundação Gulbenkian;
  • Largo do Carmo;
  • Lisboa vista de Cacilhas;
  • Livraria Galileu (é em Cascais, mas é como se fosse em Lisboa);
  • Margens do Tejo entre Alcântara e Belém (na enchente);
  • Miradouro de Santa Catarina;
  • Miradouro de Santa Luzia;
  • Museu Nacional de Arte Antiga e respectivo jardim, na rua das Janelas Verdes;
  • Padaria Doce Real, no Príncipe Real;
  • Passear no Paredão, entre S. João do Estoril e Cascais;
  • Pastelaria Bénard, Chiado;
  • Pastelaria Ribeiro, em Cascais, ao almoço (é como se fosse em Lisboa);
  • Pavilhão Chinês (atenção, é preciso pedir noz moscada no Alexander, se não fazem com canela);
  • Praça das Flores, a mais bonita praça de Lisboa, a mais internacional, civilizada e lisboeta de todas as praças da cidade, sobretudo ao domingo;
  • Restaurante Armazém da Cachaça, em Santos;
  • Restaurante Bar Chapitô, na Costa do Castelo;
  • Restaurante da Sociedade de Geografia de Lisboa;
  • Restaurante do Clube de Jornalistas, na Rua das Trinas;
  • Restaurante Painel de Alcântara, na rua do Arco a Alcântara;
  • Restaurante Sabores de Goa, na rua do Zaire;
  • Restaurante Soajeiro, em Santos (para quem gosta de espetadas à Madeirense);
  • Rocha do Conde de Óbidos, sempre;
  • Subir ou descer a Avenida da Liberdade;
  • Todas as ruas de alguns bairros de Lisboa, ou algumas ruas de todos os bairros de Lisboa;
  •  Livraria Ler Devagar, Lx Factory;
    Café Tati para comer, beber, ouvi jazz, conversar;
    Restaurante Tascardoso, Princípe Real;
    Fado Vadio na Adega do Ribatejo, Bairro Alto;
    Lulas à Dona Maria no Beira Rio, Santos;
    Restaurante O Trivial, Princípe Real;