3.10.15

Banalidades

Fui ao supermercado fazer compras e tive de sair a meio. A banalidade agride-me, magoa-me, fere-me, dói-me.

Incompreensivelmente. Não deve ser coisa má. Se fosse não haveria tanta em todo o lado onde se juntam mais de dez pessoas.