2.10.15

Diário de Bordos - Marselha, França, 02-10-2015

Foi uma viagem mediterrânica: de zero a nove Beaufort tivemos tudo. Felizmente pouco pela proa. Com excepção da primeira noite quase não houve bolina. O temporal veio no fim, entre as Bocas de Bonifácio e Fos. Um dia e algumas horas de força sete, oito, nove, oito, sete. Foi cansativo: K. não podia fazer leme e R. fazia-o mal. A certa altura um helicóptero da marinha francesa veio dizer-nos que estávamos a entrar numa zona de exercícios militares com fogo real, mísseis, submarinos e todos os brinquedos com os quais os militares gostam de treinar. Perguntou para onde íamos e deu-nos um ponto para sair do perímetro dos exercícios: oito milhas para Sul e vinte para Oeste (o que se compreende porque o meu rumo era Nordeste. Se fosse Sudoeste aposto que teria de ir para Norte e Este). As vinte milhas para Oeste eram uma alheta, quase popa arrazada. Mais uma carga de leme e de tranquilização de tripulantes. R. "não estava confortável". Eu tão pouco, mas por causa do cansaço, só.

........
Não há problemas de dinheiro, preocupações, má consciência, mau estar generalizado que ver o Stromboli a duas milhas ou um temporal não resolvam. Soluções de curto prazo, é verdade. Mas oh quão eficazes.

........
A primeira noite foi aborrecida. Mar curto e desencontrado, tão típico do Mediterrâneo; um squall dos fortes, demasiado precoce para quem ainda não conhece bem a embarcação; e tráfico a mais para a minha paz de espírito.

Depois o vento caiu e consegui voltar ao rumo.

........
Hoje perguntei a R. se no RYA não davam cursos de humildade. Não percebeu bem à primeira, de modo tive de insistir.

........
Marselha é uma cidade que parece estar sempre a rir-se. Os estivadores estão em greve? Marselha ri-se; não estão? -às vezes acontece... - Mais uma gargalhada. O mesmo com as greves do pessoal do lixo (outra grande clássica), com as obras públicas permanentes - só conheço uma cidade que rivaliza com esta nesse aspecto: Genebra (hoje fui almoçar ao meu bem-amado Café des Arts e as obras estavam exactamente onde as deixei em 2007 ou 2008) -; e outras greves e outros désagréments: Marselha ri-se.

O Falafel está fechado para férias. Vim comer ao Bistrot à Vin. Têm pratos leves e a carta de vinhos parece um roteiro para o céu. Amanhã de manhã vou tratar do computador, aos correios enviar a papelada do transporte e depois para Genebra ver família e amigos.

........
A superioridade do transporte ferroviário sobre o transporte aéreo começa nas estações: alguém conhece um aeroporto que seja mais bonito do que qualquer estação de caminho de ferro?

........
Um corpo cúbico com um sorriso permanente por cima, como as nuvens na serra de Sintra.

.........
Devia estar a escrever ou a dormir, mas estou a embebedar-me com três mulheres em Marselha. Duas são bonitas, inteligentes, engraçadas e lésbicas. Estão apaixonadas, e o amor vê-se-lhes como a espuma das vagas num dia de vento forte.

É bonito o amor quando quem ama o é também.

........
Gostar de Marselha é fácil: quem não gosta de uma velha gaiteira e inteligente que já viu tudo e finge que ainda tem vinte anos?