15.8.16

Agora, espaço

Está bem, eu sou a fonte. É de mim que tudo jorra. Ou em mim que tudo entra: quase a mesma coisa, entrar, sair.

Não te digo agora quanto te quero porque agora não tem espaço. Nem para entrar nem para sair.