28.5.17

Nocturnos

A história é outra: saí de bordo para beber um copo. K descobriu agora - a seis ou sete horas da largada, sendo essas horas nocturnas - que se lhe acabaram os comprimidos para a diabetes. Coisa completamente imprevisível, claro.

Felizmente a Internet e o Google estão sempre ao seu (meu) lado. Os comprimidos dele são os mesmos que os meus, excepto na cor e no nome. No resto são iguais, sendo o resto naturalmente o mais importante.

Este género de coisas ter-me-ia dado cabo da paciência não se desse o caso de ter saído de bordo com o telefone quase sem bateria e sem saber para onde ia. Apanhei um táxi que teve a gentileza de querer fazer-me ver uma grande parte de Cartagena. Essa era a vontade dele, mas por azar passou  à frente do Dower's Bar, exactamente o que eu procurava e a menos de quatro euros de onde eu o apanhei. O homem ficou, coitado, furioso. Mas acedeu a parar e aceitou magnânimo os vinte cêntimos que lhe deixei de gorjeta.

K está a bordo. Não bebe álcool, de qualquer forma: caiu no caldeirão quando tinha sete anos. Eu estou no Dower's, ao balcão, como se o Hopper estivesse ao lado do corcunda que está meu lado. Em espanhol corcunda diz-se jorodado. É jodido. (Aprendi com o Vilas-Mata e confirmei com o Hlasko. As coisas que se aprendem a ler são tão variadas e necessárias que só para as aprender valeria a pena ler).

O croquete do Dower's é o pior que até hoje comi entre o Pólo Norte e os trinta e oito graus de latitude Sul (nunca estive mais a sul). Acho que isso deve celebrar-se e peço mais um gin.

Mentira. Já o tinha pedido. O DV é uma obra ficcional com alguns traços autobiográficos.

Por exemplo: acabei de comprar um maço de cigarros. É o segundo que compro desde há muito tempo.

- Define "há muito tempo".
- Que se foda.
- A resposta está correcta.

A julgar pelo movimento e pela qualidade do serviço o Dower's Bar não tem muita concorrência nas proximidades. É provável que tenha acertado quando pedi ao taxista que parasse.

Ja gostei mais destes bares "nocturnos". A Sportive em Genève, por exemplo. O sítio onde estava há pouco, só homens velhos, disformes e bêbedos. Alguns bares de Lisboa, de Panamá... Enfim, que se lixe a geografia da noite. O Dower's fecha. Eu também. O resto é conversa de encher chouriços.

Amanhã de manhã largo e se tiver sorte tenho seis dias de mar. É nisso que me devo concentrar: seis dias no mar.

É tão pouco, não é?

.........
Ruas estranhamente desprovidas de automóveis e de graffiti.