15.7.17

Talvez

[Pré-aviso de greve: se este post ficar a meio é porque eles chegaram.]

........
Já passei por isto alguma centena de vezes; é sempre igual. É como convidar uma miúda para jantar, ela dizer-nos que sim lá para os lados do café e ir à casa de banho logo a seguir.

Refiro-me a este momento em que os clientes deixaram a bagagem a bordo e foram jantar.

Sabemos que eles voltam. Mas quando?

Sabemos - não nascemos ontem - que o quando? é a menor das questões (como de resto no caso da miúda que "foi à casa de banho". O que importa realmente é tudo o que virá a seguir).

Talvez.