5.3.19

Labirinto, silêncio, vida

Basta uma palavra, sabe-lo perfeitamente, uma palavra para nos perdermos, uma palavra com uma só saída para centenas de entradas, sem vista nem janelas nem portas, uma palavra na qual entrámos, tu e eu há tanto tempo que já não podemos voltar atrás e dela não conseguimos sair.

Uma palavra na qual tacteamos o caminho e nos tacteamos sem saber o que andámos para ali chegar e muito menos o que nos espera. Uma palavra sem saída. 

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.