25.1.08

Anti-depressivo

Conheço um anti-depressivo excelente. Chama-se "Um passeio em Lisboa": começas por atravessar o Rossio em diagonal, para chegares o mais depressa possível à Ginginha (a Sem Rival, claro. A outra só é defensável face à ASAE, esses idiotas). Depois andas devagar pelas ruas da Baixa, sobes o Chiado, perdes-te nas ruas do Príncipe Real e de S. Bento.

Lisboa sobe e desce como um corpo adormecido ao teu lado; é um anti-depressivo. Nem todos os corpos o são.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.