3.8.05

Vento

Gosto destas noites ventosas. Uma vez, no Portinho da Arrábida, fui levado pelo vento: era tanto que o motor do bote não o conseguiu vencer quando voltava para bordo, e fui à rola.

Felizmente apercebi-me que estava a passar por cima de um banco de areia e fundeei com o motor e a bossa. Às seis da manhã a maré encheu e continuei a ser arrastado para fora. Fui apanhado às onze por uma traineira, a não sei quantas milhas da costa.

Não foi, longe disso, a única vez que o vento me perguntou pelos meus limites. Mas dei-lhe a boa resposta: não sei onde eles estão, mas sei que ainda não chegaram.

* - bossa, à rola, fundear: será mesmo necessário dar os significados destes termos? Tentei, e pareceu-me tão pedante que apaguei tudo. Quem precisar, pode perguntar para o link em Habla con el.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.