14.7.07

Lides domésticas

As mulheres foram agraciadas pela tradição com a responsabilidade das lides domésticas (alguns diriam "pela natureza", mas a natureza, neste caso, parece-me irrelevante: a verdade é que conseguimos ignorá-la, ou ultrapassá-la, num grande número de domínios, portanto neste tal seria igualmente possível).

Eu, que as acho (às lides, claro) das actividades mais prazenteiras, apaziguantes e libertadoras que existem (com a notória, reivindicada e peremptória excepção da passagem a ferro) não percebo

a) porque passam elas (as mulheres) um tempo e uma energia infinitos a tentar partilhar connosco tão agradáveis tarefas; e,
b) porque há tantos homens que não aceitam essas generosas propostas.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.