15.9.09

Desconcertante Lisboa - peça em três actos

Lisboa é desconcertante, por vezes. Ou a vida, seja onde for. Uma pessoa passeia pela cidade com amigos estrangeiros. De esquerda, claro - não sei porquê, não conheço estrangeiros de direita. Explico-lhes que a causa da ruína e decrepitude dos prédios que vemos é a lei de protecção ao inquilino. Ao que eles respondem que não claro, etc., e a minha má fé é conhecida em todo o mundo e tal e na terra deles também há protecção ao inquilino e os prédios não caem (não, mas as rendas ou são altíssimas ou são para insiders, mas isso é outra história).

Depois acabo dizendo-lhes, como quem não quer a coisa, que a lei vem do tempo de Salazar, o temível - ou será terrível? Não sei - ditador.

Depois faço uma longa pausa, a ver emperrar os mecanismos nos cérebros deles.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.