12.8.11

Diário de rodas

Os lisboetas sabem que por estas bandas temos os meninos da Linha; e os ciclistas (suponho que por todo o país) conhecem os meninos da licra. Estão bem uns para os outros, nada contra qualquer das categorias.

Excepto quando se vai a uma loja de bicicletas cujo preço mais baixo anda pelos quatro algarismos com o objectivo de se comprar um raio e a resposta é "não sei se tenho essa medida, mas mesmo que tivesse não lho poderia montar, porque blábláblá hospital bláblá sozinho bláblá".

(Aproveito para deixar uma palavra de apreço pela Cenas a Pedal, e pela infinita paciência e ainda maior - não é matemática - competência do Bruno: têm sido notáveis. A roliça Rolex precisa de assistência permanente, coitada, coisa nada rara nas bicicletas novas e a Cenas a Pedal tem sido um verdadeiro e eficaz SNS para gerontes de duas rodas).

PS - E para gerontes em duas rodas também, mas isso é outra história.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.